quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

atualidade


Mudanças impostas!
Mudam-se os tempos e algumas vontades!

7 comentários:

Woman Once a Bird disse...

Nem gosto de pensar nisso!

A. disse...

Confesso que não me faz confusão.

Nefertiti disse...

Não é grave, podia ser pior.

Marta disse...

eu sei que as palavras, nascem, crescem, reproduzem-se e morrem!
eu sei que as palavras são "seres vivos"! respiram...
eu sei...

mas que me está a custar, está.
e acho que a falta do C é das que mais me custa.
mais: acho até que um elétrico, sem C, deixará de funcionar; um dicionário sem C, não terá significados dentro; um fato, passará a ser uma abstração - tb sem c...portanto, poderá, até, nem ser uma irrealidade assim tão irreal...


enfim...e eu que achava as pessoas do tempo do ph=f antigas...

daqui a nada, os meus sobrinhos estão a achar as pessoas do tempo do duplo C...antigas...

:)mas lá terá de ser!

Dioniso disse...

Não sou um entusiasta, mas também não estou contra a renovação da língua, sem isso, no limite, transforma-se numa "língua morta". Uma simplificação ortográfica não matará o português, a doença grave vem da omissão de palavras, algumas deixaram de circular, e da incapacidade de criar neologismos que a complexifiquem e a adaptem às inovações culturais.

Sem ofensa, deixo-vos com um poema de Pessoa com a ortografia da época:

Primeiro

O DOS CASTELLOS

A Europa jaz, posta nos cotovellos:
De Oriente a Occidente ja, fitando,E toldam-lhe românticos cabellos
Olhos gregos, lembrando.

O cotovello esquerdo é recuado;
O direito é em angulo disposto.
Aquelle diz Italia onde é pousado;
Este diz Inglaterra onde, afastado,
A mão sustenta, em que se appoia o rosto.

Fita, com olhar sphyngico e fatal,
O Occidente, futuro do passado.

O rosto com que fita é Portugal.

MENSAGEM (Livro, não consigo o itálico).

rps disse...

Eu, por norma, já sou contra a mudança...

Táxi Pluvioso disse...

Que o Bill Gaitas mude o corrector automático. Não estou para escreve e aparecer erro... a actualização da escrita da língua é fundamental, mesmo assim foi muito tímida.

Os animais em high society. bfds