sábado, 2 de janeiro de 2010

Passagens virtuais

O entusiasmo com o ano novo não passa desta página: a lullaby de despedida do ano e a lullaby de boas vindas ao novo é apenas uma operação mimética, de empatia para com quem termina os anos em Dezembro e os começa em Janeiro. Os meus anos  são outros e terminam no final de Julho e recomeçam em Setembro, quando preparo um novo percurso, quando colo fotografias numa caderneta e entro pela primeira vez na sala de aula para receber cada uma das novas turmas.
O meu Ano Novo não é de Janeiro e por isso já não  é novo. As minhas resoluções, quando as há, já foram tomadas há muito, quando decido que tentarei não me deixar envolver tanto ou embarcar na cantiga do Jeremias; este ano, pela primeira vez, tenho conseguido concretizar a recusa de  entregas de trabalho fora de prazo, apesar de todos os apelos à misericórdia que sei bem não passarem de engenhos. As restantes resoluções ainda estão por cumprir.
Não sei como começou o vosso ano, mas o meu já começou há muito e avanço agora para o segundo round.

2 comentários:

hg disse...

Sim, o meu ano também já começou há muito. Estas passagens não têm nenhum significado para mim.

patxocas disse...

O Ano e as resoluções já começaram há imenso tempo!
Eu ainda tenho em mim o calendário escolar. Cada vez que acaba o Verão decido o que quero fazer nos próximos meses.

Jinhos e BOM ANO!
Envio-te já de seguida o meu nr de telemóvel. :S