quarta-feira, 15 de julho de 2009

Isto é mesmo real!


A lei islâmica prevê 40 chicotadas para quem se veste de forma “indecente” mas não se aplica a não muçulmanos, mesmo em regiões de maioria islâmica.

Lubna Ahmed al-Hussein, jornalista sudanesa, poderá ser condenada a uma pena de 40 chicotadas por se vestir de forma “indecente”. Lubna encontrava-se num restaurante na capital sudanesa, Cartum, quando as forças policiais prenderam todas as mulheres que usavam calças.

Acusadas do crime de ofensa à ordem moral e pública, dez das 13 mulheres detidas declaram ser culpadas e submeteram-se à pena de dez chicotadas, executada no momento.

(…)

In Público 14/7/2009

8 comentários:

3RRR (Henrique Freitas) disse...

É incrível mas é verdade. Nem parece que vivemos no tempo que vivemos.
É por estas e por outras que acabamos por criar estereótipos que os muçulmanos são pastores de cabras que não avançam no tempo.
Há liberdades que (neste caso das mulheres) nunca deviam ser postas em causa.

rps disse...

Ainda se queixam, por cá...

Woman Once a Bird disse...

Ó RPS, querias usar véu, era?

nefertiti disse...

O rps acha que as mulheres de cá não se devem queixar!
ai ai ai...

vocês sabem quem... disse...

acho bem!

com saias é mais fácil: dá cá uma trabalheira tirar as calças às gajas...

vocês sabem quem... disse...

"O seu comentário foi guardado e ficará visível após a aprovação do proprietário do blogue."???????

A sério???

Estavam a aparecer comentários indesejados???

Gawain disse...

1º É nestas coisas que perigosamente tomamos a parte pelo todo.
Quero com isto dizer que há islão, civilizado, evoluido e tolerante.
Seria óptimo se no islão, fosse predominante, esse respeito pelo outro que começa a ser generalizado (infelizmente com excepções) no "ocidente".
2º o que criticamos aqui não é a visão do Islão acerca das mulheres, mas sim, a visão de uma sociedade atrasada, anacrónica e despótica.
3º No nosso País, episódios deste género terão sido frequentes há 400 ou 500 anos...

Por fim e apenas para nos situarmos no tema que aqui discutimos, a evolução das sociedades, vou contar uma história que se passou há 70 anos, em 1938, em Coimbra, por ocasião das festas da Rainha Santa e em plena Praça da República.
Foi construida uma estrutura de três andares, com 17 metros de altura. A Câmara Municipal nomeou 14 funcionários que se iriam colocar nessa estrutura que representava um prédio de habitação, após o que pegaram fogo a essa mesma estrutura, utilizando petroleo.
O objectivo, mostrar a pronta intervenção dos Bombeiros da cidade, perante milhares de pessoas de toda a cidade.
Sabem o resultado ?
13 mortos e um sobrevivente (todo partido).
Aconteceu há apenas 70 anos.
Vejam como que mudou a sociedade.

Atenção, não quero com isto dizer que estamos bem. Quero acreditar que daqui a 70 anos, estaremos melhor certamente.

nefertiti disse...

Ó Vocês Sabem Lá, digo Quem, as "gajas" dispensam comentários idiotas.

Gawain, eu também acredito que as coisas tendem a melhorar. Os pequenos e bonitos gestos são fundamentais para a formação das pessoas.