segunda-feira, 17 de março de 2008

To know or not to know

escreves? quero ler-te sei que escreves

2 comentários:

Lueji disse...

Como se aquilo que se escreve fosse aquilo que se é!
Será?

lancelot disse...

Cara Lueji,

Eu diria antes, aquilo que se escreve é aquilo que se sente.

Posso por exemplo dizer-lhe, "que tenho saudades tuas", aqui, e saber de antemão que recebe este meu sentimento pelas estrelas todas as noites.

Sim. Tenho muitas saudades dela. Do seu sorriso, da sua compreensão, dos nossos sonhos abandonados, do cheiro doce da sua pele, do seu, do único olhar que nunca consegui advinhar, por me desarmar completamente.

Fisicamente, tão perto que estamos e tão de longe nos encontramos.

Mas sabes, todos os dias te tenho. Em cada pausa, em cada momento só meu, tu estás lá.