sábado, 8 de março de 2008

Declaração de responsabilidades 2

Expectante quanto ao dia de amanhã (em rigor, já hoje, daqui a algumas horas). A consequência mais previsível é que Sócrates, na sua oportuna(ista) sageza, numa atitude absolutamente adequada com a época que se aproxima, lave as mãos e declare: crucifiquem-na. A diferença substancial é que nem a Ministra tem espírito messiânico, nem Sócrates é tão "ingénuo" quanto Pilatos. Muito provavelmente a saída de Maria de Lurdes Rodrigues acontecerá. No entanto, estou em crer que nada de substancial sofrerá alterações. Urge que se desmonte a máquina propagandística deste Executivo que tem conseguido fazer com que o líder se safe quase incólume. É necessário desmontar o discurso manipulativo de Sócrates*. * O que remete, aparentemente, para essa já clássica pergunta: "E tu sabes o que é um paradoxo?"

1 comentário:

nefertiti disse...

Estamos a ser governados por paradoxos!!! Já alguém disse que "nunca se deve subestimar o mais fraco".