sábado, 29 de março de 2008

Da separação: entre dois infinitos, a melancolia 2

Ao fundo das Monumentais, o rastro das passadas apressadas. Um trajado, apenas um, percorre os 125. Os restantes trajam os dias normais: a moça de mini-saia, a outra vestida de cor de rosa, a de óculos e malinha a tombar-lhe elegantemente no braço. As sapatilhas popularizaram-se e o largo corredor drapeado parece um prolongamento dos corredores do secundário. Engano-me. São os meus olhos que deixaram de vislumbrar gente crescida e atestam apenas miúdos com passadas largas de tanto quererem parecer gigantes. As escadas, as mesmas. Imponentes, cansativas, desgastantes, separam os miúdos das salas que os deverão tornar mais homenzinhos. E revejo-me a subi-las há tantos anos atrás, apressada, descompassada, despreocupadamente leve. Não usava sapatilhas, eu.

3 comentários:

everything in its right place disse...

não, não usavas. digamos que eras mais ousada!
:o)

Sancho Gomes disse...

Ora, aí está algo de que não tenho saudades...

nefertiti disse...

Eu usava quase sempre sapatilhas: )