segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Da voz na escrita - uma audição a partir de um texto de um (antigo) professor

"O estilo é portanto o lugar onde aparece o autor. E é-o pelo que há nele de propriamente técnico: uma certa maneira de tratar uma matéria, de reunir e ordenar as pedras, as cores ou os sons para fabricar o objecto (...)."
Mikel Dufrenne
Abro-lhe as páginas. Inicio a leitura, lenta e compassadamente. Deixo de me ouvir. O soar da palavra é já dele, das aulas e comunicações que lhe ouvi. Já não leio. Escuto. O discurso anima-se. Vejo-o sentado, a desaparecer lentamente na cadeira por oposição ao entusiasmo que emprega às palavras. Ouço-o dizer o texto, com as pausas que lhe são características, as de quem procura no último momento pelo termo certo. Só faltam mesmo as piadas, a servir de intermezzo.

2 comentários:

nefertiti disse...

a palavra, sempre a palavra, não é amiga?

Woman Once a Bird disse...

É o meu calcanhar.