sexta-feira, 24 de agosto de 2007

enfim...

No século XIX, o fisiologista Theodor von Bischoff fez uma investigação sobre o peso dos cérebros humanos.
Após anos a acumular dados, observou que o peso médio do homem era 1350 gramas, enquanto a média das mulheres se fixava em 1250 gramas. Durante toda a sua vida, baseou-se nesse facto para apresentar a mulher como um ser com menores capacidades intelectuais.
À beira da morte, Bischoff doou o seu próprio cérebro à ciência. O exame mostrou que pesava 1245 gramas.
"Histórias, anedotas, citações, manias, rivalidades e fiascos dos cientistas" in Ciência Divertida - Super Interessante

7 comentários:

Woman Once a Bird disse...

Contra factos não existem argumentos, n'est pas?

nefertiti disse...

bem, vou corrigir aquela parte do "filósofo", o senhor não precisa de cair em tamanha desgraça! (eheheheh)

Woman Once a Bird disse...

Não seja por isso. Diz-se filósofo todo e qualquer um que tenha o curso de filosofia (ou um mestrado, ou doutoramento). Nisto, concordo plenamente com E. Lourenço: ou se é Kant ou Nietzsche...
Mas pelos vistos, se repetirmos muito "Eu, Filósofo" o pessoal começa a acreditar. Crença. Mas verdadeira? E justificada?

rps disse...

Seria gay?...

Woman Once a Bird disse...

Não me parece, RPS. Acho que inclusivé devia ter um conceito de macho (não direi latino, mas quase) muito vincado. Só assim se explica a idiotice...

Sancho Gomes disse...

Suspeito que fosse uma mulher travestida. O peso do cerebro e a idiotice combinam;)

nefertiti disse...

coisas de misóginos... vai-se lá perceber! enfim...