domingo, 17 de junho de 2007

A sabedoria do rei Salomão

(Em momentos de crise, os sábios de hoje em vez de utilizarem espadas, abrem janelas...)

Qualquer coisa começa emitir sons. O professor tenta perceber de onde vêm os sons. Passado algum tempo, encontra na gaveta da sua secretária um aparelho parecido com um rádio, que talvez até fosse… sei lá.
Na fase seguinte, o professor pergunta de quem é o “radiozinho”, pois quer devolvê-lo.
Depois de várias tentativas e pela confusão que se instala, abre a janela e diz: - ok, meus meninos, já que isto não tem dono, eu vou atirá-lo! Será de quem o apanhar.
Por fim, uma voz bastante atarantada interrompe aquela acção: - NÃO ATIRE! NÃO ATIRE!!! É MEU!

Nota: a voz da experiência diz-me que há métodos que resultam sempre, são intemporais!

6 comentários:

Woman Once a Bird disse...

E não ouve nenhum a clamar para que o atirasses? ;)

nefertiti disse...

como é de esperar, claro que sim ;)))

Woman Once a Bird disse...

Errata: Houve

Rafael Velasquez disse...

ou não.

Alba disse...

E se eles tivessem feito como num antigo anúncio de preservativos e tivessem todos reclamado a pertença do radiozinho? (este anúncio, por sua vez, evocava uma das cenas finais de "O Club dos Poetas mortos", lembram-se?)

nefertiti disse...

poderia acontecer, Alba, e eu ficaria feliz, mas isso não aconteceu :((