terça-feira, 5 de junho de 2007

O meu pobre coração não aguenta. 3

Conservou a cabeça. Continuaremos, pois, a acompanhar os movimentos de arena das duas "senhoras". Queremo-las vivas.
Se no episódio anterior Servília destilou puro ódio na infâmia de uma tentativa de assassinato, no de hoje esteve magnífica ao enfrentar a resposta de Átia:
Perante a eminência da tortura, sugere que o medo da sua carrasca é maior que o seu. E atreve-se a profetisar que a ignomínia do que está prestes a acontecer ensombrará o futuro da rival. (Será?)
Mesmo de joelhos, ou melhor, só de joelhos, Servília soube ser soberba.
(Segunda chegou e passou).

1 comentário:

nefertiti disse...

perdi novamente!