sexta-feira, 18 de maio de 2007

Onde reside o desejo?

(Ilustração de Aubrey Beardsley para a Salomé de Oscar Wilde.)

Da memória emerge Salomé d´Oscar Wilde, uma recordação de muitos anos.
Comprei o livro, por mero acaso, num alfarrabista do Bairro Alto; ou melhor, comprei o livro por ter gostado muito das ilustrações.
Lembro-me ainda de ter gostado muito da personagem Salomé, a mulher/menina movida pela força do desejo. Ela pareceu-me a principal vítima. Aliás, a peça fala do desejo como o principal elemento que leva à destruição de todas as personagens do drama. Todos sofriam do mesmo mal: desejo.

Há dias, no café, veio à baila o tema “O que mais te atrai numa pessoa” e, não sei porquê, as pessoas mencionaram só partes do corpo, tais como: olhos, mãos, voz, pernas, pés, peitos, nádegas, orelhas, boca, etc. Alguém notou que eu concordava com quase todas as preferências e ripostou: “ -Então, não te decides? Sempre indecisa!”
Ainda não sei bem, mas acho que gosto da pessoa num todo, e, diga-se de passagem e em tom de brincadeira, convém-me gostar da pessoa toda.

6 comentários:

Woman Once a Bird disse...

Gulosa!

Sancho Gomes disse...

Ainda bem, porque gostar às postas pode ser perigoso...para os outros!;)

salomé disse...

Qualquer parte do corpo me atrai, desde que servida numa bandeja de prata. ;)

Woman Once a Bird disse...

Mas confessa lá, tens preferência por cabeças. ;)

Anónimo disse...

irra, isto deu para o torto!mórbido,digo eu. um abraço a todos.

Salomé, ainda bem que saiste do coma. tinha saudades.

nefertiti disse...

p.s. a anónima sou eu, nefertiti.