domingo, 24 de setembro de 2006

Lullaby de Domingo.

Primeiro, uma visita a estas bandas. Depois, toca a ouvir estes senhores para ver se entramos no espírito da coisa...
We don't need no education We dont need no thought control No dark sarcasm in the classroom (...) Hey! Teachers! Leave them kids alone! All in all it's just another brick in the wall. All in all you're just another brick in the wall.

6 comentários:

his_tory disse...

Gostei!
Já não ouvia há algum tempo.
Não concordo com o "leave the kids alone". Temos por "missão" prepará-los para a vida adulta e, sobretudo, que desenvolvam uma consciência crítica, enformada em valores humanistas de tolerância e de respeito, por si e pelos outros. Porém, cabe em última instância aos próprios alunos optarem por um estilo de vida que se coaduna em menor ou maior grau com aqueles valores. E nessa escolha o "teacher" desempenha um papel crucial, mas não é o único, está claro, pois os pais e os mass media também têm uma grande quota parte de responsabilidade.

Woman Once a Bird disse...

Mas repara no professor a quem reinvindicam que os deixe em paz... e de certo modo, o que eles dizem é que não precisam de deseducação.

his_tory disse...

Nem por sombras concordo com a escola-fábrica, com a educação/instrução em linha de montagem e os miúdos como matéria-prima.
Mas as crianças são uma folha em branco, e sei disso por experiência própria...

Nefertiti disse...

Andamos em sintonia! Eu estive a ver se encontrava a letra...

Lady of the Lake disse...

Não concordo com a ideia de que as crianças são uma folha em branca... em tempos poderá ter sido assim, actualmente com a quantidade de informação que uma criança tem acesso já antes de chegar à escola, é incorrecto por parte da escola e do professor não aproveitar esse capital que a criança já traz consigo e querer "trabalhar" a criança como se ela fosse uma tela em branco. Como disse Fernando Savater numa entrevista: uma criança com 5 anos já viu na TV um casal a fazer amor, uma bomba a matar pessoas, etc. e já não precisa que o professor lhe diga que existem esses fenómenos. Cada vez mais a missão de um educador é orientar a criança por entre tanta informação e não partir do pressuposto que ela ainda não sabe nada… Claro que para que isto aconteça é necessário que o Estado dê condições, nomeadamente no que diz respeito aos recursos humanos, para que estes métodos sejam possíveis e bem sucedidos... o que ainda não acontece no nosso país.

his_tory disse...

LOTL,
Quando me referi à folha em branco, estava pensar a partir do nascimento. As crianças absorvem uma imensidão de estímulos e de experiências que a nós "adultos" nos custa até a entender.
Por vezes a nossa função é desmistificar algumas ideias que foram apreendidas de forma incorrecta, pois as crianças ainda não desenvolveram o raciocínio crítico e os valores necessários a filtrar a informação.