quarta-feira, 10 de maio de 2006

Hulk


Suburbanismos na América…e lá estava retratado o meu amigo brutal, incompreendido e degenerado Hulk! Verde de raiva!!

3 comentários:

jose disse...

aiai. o blog que é meu anda um pouco incompreensível ultimamente. ou então foi o josé que perdeu o miolo. :\
anyway. eu gosto do hulk. e gosto da adaptação que o ang lee fez ao cinema.

Woman Once a Bird disse...

Eu explico.
Na exposição de Rigo (à qual fui com a Nefertiti) uma das salas estava repleta de recriações dos heróis de banda desenhada americana; o que é muito curioso, porque nas restantes salas espelhavam-se alguns dos verdadeiros "heróis" americanos, que não verdes ou indestrutíveis, mas que pela inconveniência das suas convicções ainda hoje têm dificuldade em se fazer ouvir. Ainda hei-de postar sobre as restantes salas (pelo menos de duas que me tocaram particularmente).

jose disse...

ah parece-me interessante.
muita da banda desenhada que surgiu por volta dos anos 40 50 60, por aí, era indirectamente sobre isso, as minorias. basta olhar para x-men e vê-se que, primariamente, não é mais que uma alegoria. os mutantes são todas as minorias marginalizadas pela sociedade. por isto acho que essa sala pode ter sido bastante curiosa, mas como não estive lá não sei.
fico agradecido pela explicação. ;)