quarta-feira, 8 de março de 2006

DIREITO À DIFERENÇA!


Isto de haver o dia da Mulher tem muito que se lhe diga...Ser mulher é, no meu entender, fazer parte de um TODO DIVERSIFICADO (reino animal, vegetal, orgânico…).
Ser Mulher também é ser diferente! A ARTICULAÇÃO de qualquer SER neste TODO só é possível com as diferenças! A COMPLEMENTARIDADE tem por essência a DIFERENÇA!
É preciso dar LIBERDADE à expressão da diferença, pois ela é um bem necessário para fazer FUNCIONAR todo este sistema complexo: o MUNDO.
A opressão, o preconceito, a violência e a ignorância são a ferrugem que surge no TODO e, assim, as SALIÊNCIAS (diferenças) tendem a desaparecer e o mecanismo tende a ficar lasso ou frouxo!
O RESPEITO pela diferença deveria ser uma ideia preconcebida, inquestionável e consciencializada!

(Pintura de Ivan Leichsenring)

15 comentários:

Latin disse...

É raro que estas coisas ocorram!! Mas desta vez concordo com o teu comentário.
Beijo

Nefertiti disse...

Concordas sempre! Eu sei que sim!

Woman Once a Bird disse...

É a terceira vez que tento comentar. Ora bem...
Dizia eu que a comemoração deste dia enerva-me especialmente, porque não passa de uma manifestação balofa e, na maior parte das vezes, jocosa. Irrita-me que se reduza a questão a uma data de jantaradas ridículas (como se as mulheres se reunissem só por hoje), irrita-me o comércio em torno da questão (estilo dia dos namorados ou Natal)... Irritam-me a maior parte dos comentários sobre o assunto (ora atira lá o osso ao cão a ver se se cala). Portanto, perante total subversão das questões que supostamente seriam equacionadas (não uma comemoração, eventualmente uma reflexão), na verdade passo o dia IRRITADA (com o que leio, com o que vejo e com o que ouço - na maioria dos casos)!
O que não é o caso Maria Nefertiti do presente texto (e tu sabes do que falo, que por aí deve estar uma doideira).

Nefertiti disse...

Mas eu hoje vou comemorar! O dia do Pedro! (faz anos!)

Nefertiti disse...

Mas aquela questão se Eva, a primeira mulher, teria ou não umbigo poderia ser um tema de debate para este dia!

rps disse...

"Irrita-me a maior parte dos comentários sobre o assunto" - diz WOAB.
A mim também.
Por isso, não comento.

Nefertiti disse...

Qual assunto?!

Nefertiti disse...

Só espero é que não se esqueçam do dia dos MUSEUS! (é já no dia 18 de Maio!!!!)

feniana disse...

é muito mais cómodo não abordar a questão. lá isso é.
mas os direitos sociais e laborais das mulheres - esses, pelo menos - ainda não estão devidamente reconhecidos. doa a quem doer.
e não sou feminista. apenas mulher. com sorte na vida :)

gostei do post.

Nefertiti disse...

Obrigada! volta sempre.

greentea disse...

eu nunca me senti descriminada nem violentada nem abusada por ser MULHER. Sofri por outras razões mas não por essas.
Alguém dizia que parece q se trata a mulher como um animal em vias de extinção...
em extinção deveriam estar aquelas que se deixam acobardar, as que se deixam violar, violentar, bater, maltratar por patões maridos amantes namorados...
e aquelas que maltratam, espancam matam abandonam os filhos, as crianças, até os animais e as plantas à sua volta.
porque essas não são mulheres. já deveriam estar extintas.

Nefertiti disse...

Obrigada pelo comentário. Acabei de conhecer o seu blog e já sou fã daquilo que escreve! Muita qualidade e inteligência. continue para eu poder ir visitá-la!

TMara disse...

absolutamente. E mtº bem interiorizada e natural como o acto de respirar. Bom f.s Bj e ;)

dama disse...

Peço desculpa por me intrometer tardiamente. Julgo que compreendi o post de nefertiti, e que este não tinha a ver com a não necessidade de defesa dos direitos de mulheres, mas sim com a necessidade de fazer valer esses direitos considerando a sua diferença.
Agora: eu sinto-me discriminada enquanto mulher e conheço poucas mulheres que, sentindo-o ou não, o náo sejam. Sinto-me discriminada especialmente quando há um "Dia da Mulher", como "Da Criança" ou "Dos Avós". Sinto-me discriminada especialmente com a quantidade de textos que escritores, bons e maus, dedicam à mulher. Gostava de saber o que escreveria uma mulher quando se decidisse a escrever um chamado "Homem". Desejo continuação do prazer de escreverem e de eu vos ler, amigas bloggers.

Nefertiti disse...

Obrigada. Bj