domingo, 20 de junho de 2010

"Este é o dia de ver, não o de olhar,"...

 "...que esse pouco é o que fazem os que, olhos tendo, são outra qualidade de cegos."
Memorial do Convento

Cavaco Silva confirma hoje que não é homem para o cargo que ocupa.

7 comentários:

patxocas disse...

Se dúvidas existissem...
desde o que ele promulgou um diploma por uma questão de ética e para evitar que a questão se arrastasse no tempo e desviasse a atenção dos políticos dos problemas que afectam gravemente os portugueses, que esse homem morreu para mim.

patxocas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jools disse...

Se é o mesmo diploma que estou a pensar (o do casmento entre pessoas do mesmo sexo) acho realmente que a questão ética não foi o que lhe passou pela cabeça quando o promulgou. Quis ficar bem com Deus e com o Demo sem assumir se aprovava ou não a questão e deixou (convenientemente) de fora a questão da adopção por casais homossexuais casados, já que os/as em união de facto podem continuar a adoptar em "nome individual". Já o deixaram trabalhar, agora deixem-no reformar-se e passar uns dias descansado com os netos...

patxocas disse...

(...)a questão ética não foi o que lhe passou pela cabeça quando o promulgou
Mas foi o que ele disse. E desde então nem tenho pachorra para o ouvir. Porquê não foi sincero e falou sobre a opinião dele?

E nem quero falar sobre a adopção. Todos os heteros podem... porque não os casais homossexuais? Qual é a diferença?

E viram a frase dele ontem sobre o funeral?
"(...)não sou amigo ou conhecido (...)"
Ele tb não foi ao casamento no sábado.

Está a conter as despesas? Que imagem passa para os seus homólogos?
- De um homem que só faz visitas de estado de conhecidos e amigos?
- De um homem que só aceita convites dos compichas?

Onde está o seu relações públicas?
:(

Woman Once a Bird disse...

De um homem que se candidatou à Presidência sem perceber o que isso significava efectivamente. Sim, o Aníbal nunca conheceu pessoalmente o Saramago - o que é caso para que consideremos que a sorte esteve do lado de Saramago.

Táxi Pluvioso disse...

Nem ele, nem os portugueses, que nem uma vuvuzela - novo símbolo da nossa grandiosidade, como antanho a cruz de Cristo - tocaram no enterro, em sinal de sucesso, de mais um, entre milhões, de portugueses de sucesso.

Sancho Gomes disse...

pois acho que fez muito bem. depois de ter sido bombo da festa das comunices do saramago, só faltava ser hipócrita (como foi Sócrates), demagógico e populista e ir para lá chorar lágrimas de crocodilo. de resto, a casa civil da presidência esteve lá, ou não? isto cheira-me a histerismo sem sentido (se ele tivesse lá estado, seria outro coro de críticas). e, woab, quem é que percebe o que é ser presidente? O Soares? O Sampaio? O Alegre? é que se quiseres apresento-te milhentas atitudes de qualquer um deles que o desmentem.