quarta-feira, 18 de março de 2009

Responsabilidade e participação social

"Não se resolve o problema da sida com a distribuição de preservativos. Pelo contrário, o seu uso agrava o problema."
Como bem se vê, a vida e a pessoa humana acima de tudo. São tempos sombrios, estes, muito distantes do Concílio Vaticano II. Estas afirmações são criminosas, ainda por cima proferidas em terreno de flagelo.

3 comentários:

Rosa Oliveira disse...

Diria ainda: até podiam ser [as afirmações] o apelo a uma espécie de Dolorosa Ecologia Profunda. Pobres cristãos que se doiem à procura do reino de Deus.

Dioniso disse...

Concordo consigo Woman

Luís Maia disse...

Ninguém lhe perguntou como justificava aquela observação ?