sábado, 11 de outubro de 2008

Da (falta de) espinha

Outra coisa não seria de esperar, de um partido que cada vez mais se descaracteriza e assume apenas a face que entende favorecer a continuidade na maioria que conquistou com publicidade enganosa. A mim só me ocorre a palavra vergonha, desconhecida do léxico desta gente.
De qualquer modo, já não passava pela minha agenda apoiar um aparelho que desde o início desta governação só tem defraudado. Nada de novo (excepção feita aos que ousaram dizer que não iam por ali, já que aquele nunca havia sido o seu caminho).

1 comentário:

nefertiti disse...

é o partido de programa "migalhães"!