quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Anedotário partidário 2

Eu errei, claro que errei. Mas errei na certeza de que a decisão iria ser repensada. Por isso esperei um ano (e esperaria mais, não fosse a coisa transpirar cá para fora).

1 comentário:

Funes, o memorioso disse...

Mas ainda há quem ligue alguma coisa ao que o cavalheiro errante diz ou faz?