domingo, 4 de maio de 2008

Pérolas a porcos

O tempo parece infinito e a ambição inútil. Por cima de tudo paira a sensação de inutilidade de qualquer acção humana.
ddd
As Ondas, Virginia Wolff

5 comentários:

Funes, o memorioso disse...

"Por cima de tudo paira a sensação de inutilidade de qualquer acção humana"

Designadamente, a acção de escrever esta frase (a citada, não a minha).
Eu só não percebo é a razão por que Jorge Luis Borges, o grande, gostava de Virginia Wolff.

Woman Once a Bird disse...

Não percebo é porque não percebe.

A Princesinha disse...

E eu não percebo porque é que a Woman não percebe que eu não perceba.

Anónimo disse...

adoro esse livro (nefertiti)

Funes, o memorioso disse...

Cheguei ao computador que estava ligado e fiz o comentário n.º 3. Acontece que a minha filha tinha estado a blogar antes de mim e, apercebo-me agora, o comentário saiu com o pseudónimo dela.
Mil desculpas, aos leitores e à miúda. O comentário número 3, no dia 5/5/2008, às 22:37, é meu.