quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Objecto de Obsessão 3

No início, a culpa foi do Bartebly, que a deu a conhecer (em 2005/2006?). Entretanto, depois de algumas tentativas, acabei por enviá-la para um recanto mais obscuro da minha memória. Recuperei-a esta semana (danke).
Em estado de repetição/obsessão:
"I wanted someone to enter my life like a bird that comes into a kitchen And starts breaking things and crashes with doors and window Leaving caos and destruction. (...) We got to know each other by caressing each other's scars Avoiding getting too close to know too much. (...)."

8 comentários:

a nectarina disse...

A ASAE também tem uma obsessão pelas limpezas.

O deficit também é uma obsessão para muitos políticos……..a ditadura também é uma obsessão para muitos outros políticos e afins….

E o uso de reticências também será obsessão? Ou será um abcesso?

De que cor é uma obsessão por pêssegos?

Woman Once a Bird disse...

Confesso, cara nectarina, que tenho especial predilecção pelos parêntesis (embora também tenha uma relação de proximidade com as reticências).

a variante de nectarina disse...

A nectarina é ateia logo não aceita confissões de qualquer teor.
As reticências são apanágio de obras Completas mas que lhe faltam ser completadas.

O pêssego é uma obra? De que teor?

lancelot disse...

Não percebo nada disto dos pêssegos e das nectarinas.

Tenho andado afastado e não estou a pescar nada disto.

nefertiti disse...

Lancelot, eu também não : (( É muita fruta para o meu gosto!

Woman Once a Bird disse...

A nectarina afirma taxativamente que é ateia. Ora, a veemência desta crença é, já por si, paradoxal.
Quanto à possibilidade de o pêssego ser obra, nada sei. Julgava que era apenas truque.

Anónimo disse...

Olha que fixe...
Aqui esta a dar Migala...
Que bom.
Pensava que so eu é que ouvia isto na ilha...

Woman Once a Bird disse...

Olhe que não, caro anónimo. Por cá, ultimamente, é uma obsessão.