quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Bonecas de Luxo

Quando for grande, não quero articular uma frase que não seja sobre cabelos, trapos, restaurantes de sushi ou assuntos assim tão in, in, in, in, in, in.
Quando for grande, pouparei no cérebro e não desperdiçarei tempo a pensar em livros e música e ciência e essa coisa que dizem que é amor à sabedoria. Não quero Pessoa, nem Gedeão, nem Alegre ou Andrade. Mas sorrirei muito ao Fernando, ao António, ao Manuel ou ao Eugénio.
Baterei freneticamente os meus longos cílios optimizados por uma máscara DKNY, farei beicinho coroado por um baton Channel e bambolearei as minhas ancas ritmadamente acompanhadas por uns magníficos saltos Dolce Gabanna.
Praticarei afincadamente a sobranceria sem motivo e pouparei ao máximo o meu tiny, tiny cerebrozinho. Aliás, se puder, troco-o por uma mala Vuitton, num pestanejar voluptuoso de olhos.
Serei antipaticamente in, in, in, in.

(Pintura de Frank Cowper)

3 comentários:

everything in its right place disse...

What about a breakfast at Tiffany's?

Sancho Gomes disse...

promessas...

Mr. Lekker disse...

A parte do "quando for grande" é irónica, certo? ;)