quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Ao JorgeC

Por isso sai, sai da minha vida. Vai, não quero sofrer, Sai que eu morro de Ciúmes, Ai, dessa [MÚSICA] da outra mulher. Por isso sai, sai da minha vida. Vai não te quero ver, Sai sem nenhum queixume, E leva [ a música] da outra mulher. Perfume de Mulher (adaptada), de Ágata

3 comentários:

jorge c. disse...

Vá lá! Está a imaginar coisas. Eu só tenho ouvidos para a sua música!
Ahahahahahah!

nefertiti disse...

; )

feniana disse...

já estava com tantas saudades tuas.
vosas.
tuas.
bjo