quarta-feira, 26 de setembro de 2007

e tudo que o vento não leva


Esquecer papelada em cima do tejadilho do carro, não acontece a muita gente.
Querer estar onde não se está e arrancar com carro com a máxima velocidade, não acontece a ninguém.
Olhar pelo retrovisor e ver a papelada a voar, deve ser uma imagem pouco vulgar e não acontece a ninguém!
Parar o carro de repente, sair, arregaçar as mangas do casaco e ir para meio da estrada apanhar os papéis que tinha esquecido no tejadilho enquanto procurava as chaves do carro na bolsa. Às pessoas ditas normais estas coisas não devem acontecer.
Constatar que alguns documentos ficaram com uma marca de pneu para mais tarde recordar. Decididamente, facto inaudito!

Com o ego destroçado, relato o acontecimento a alguns amigos para obter algum consolo, para não me sentir tão desprotegida e só!

Resultado: foi um momento hilariante, digno de ser contado, recontado e analisado. Eu também entrei nessa corrente. “Só tu / só a mim”. Pensei: “pior a emenda que o soneto”.
A outra corrente: “Esquece, pode acontecer a qualquer um. Não te esqueça mas é do jantar que hoje vou fazer em minha casa” ou “ Deixa lá filhinha, eu gosto muito de ti. Andas de certeza muito cansada. Dorme e come bem que isso passa.”

Conclusão: apesar de tudo, há sempre alguém que nos entende.
Afinal, posso ser quase sempre feliz. Venha o que vier. Quantos são?

9 comentários:

Woman Once a Bird disse...

Somos muitos. E olha, animaste-me o dia, que estava apenas a ser cansativo. ;)

Nuno Carvalho disse...

:)

Isso dos "quantos são" parece coisa do "quantos são, quantos são? eu não tenho medo de ninguém!"

E não há que ter espanto de deixar coisas fora do lugar... mesmo que sejam no tejadilho do carro...

Estranho estranho seria se os papeis estivessem dentro do carro... e por algum raro acaso ou ocaso da mente... estivesses em cima do tejadilho...

Isso sim... seria coisa de filme...

nefertiti disse...

: ))

nefertiti disse...

Woman, são assim tantos? Olha que eu......................................... fujo : )

Sancho Gomes disse...

nefertiti,

deve ter sido uma imagem linda: tu, o teu GT e as folhas esvoaçantes...

Woman Once a Bird disse...

Ela já deu cabo do GTI. Agora anda num azul celeste, que lhe confere o ar etéreo de borboleta esvoaçante (tal como a papelada, de resto).

Woman Once a Bird disse...

Nefertiti:
As pessoas normais são uma seca!

Maria Viene disse...

Fizeste-me rir :)

um beijo, distraída ;)

bartleby disse...

Deixa lá! Antes papéis que notas de 100 euros!!!