sábado, 29 de setembro de 2007

Cogitações avulsas


Será opção assassinar o autor?
Mais eficaz será a apropriação da obra.
A(ssa)ssiná-la.
Apagar lentamente o tempo e a inscrição na areia.
Esbater a memória.
Sobrepor.

Fotografia de Fernando Lemos

1 comentário:

nefertiti disse...

o leitor sobrepõe-se sempre.