domingo, 13 de maio de 2007

MST

O meu problema não está em que MST opine, mas no facto de o homem ser pago para isso. Irrita-me a postura eu cá sou da cepa do Hemingway*! Enervam-me as postas de pescada sobre qualquer assunto, com aquela tonalidade desdenhosa que o homem emprega a quase tudo o que diz. Na verdade, estou cada vez mais convicta que nós é que devíamos ser pagos para gramar com as birras de MST. Credo, como a criatura berra e bate com os pés. * Que também é um dos ódios de estimação cá da moça.

7 comentários:

nefertiti disse...

tu também quando embirras... nem é preciso dizer mais nada. : ))

Woman Once a Bird disse...

E o homem não tem estado cada vez mais abominável?

nerfertiti disse...

o abominável homem das neves, não gosto da forma como diz as coisas que, quase sempre, são acertadas. é uma espécie de paradoxo!

Woman Once a Bird disse...

Achas que é acertado ao defender as touradas, a caça ou, como ultimamente, o direito a fimar onde lhe apetece porque ele também leva com as criancinhas dos outros aos berros? A isto eu já chamo de senilidade, para não ser ainda pior. Por isso, redigo: o problema não é a criatura opinar. O pior mesmo é que lhe pagam por estas porcarias.

Woman Once a Bird disse...

Fumar, que o homem não utiliza fimo para fazer nada, como é óbvio.

nefertti disse...

ei, ele anda a dizer isso!!! eu estou a falar de Miguel Sousa Tavares, é esse mesmo? olha, se for eu obomino-o também. touradas não, isso é que não! só tavaradas (ele a fazer de touro, é óbvio).

Sancho Gomes disse...

WOAB,
Em alguma coisa, haveríamos estar de acordo!

O ser é absolutamente execrável.